quinta-feira, 3 de abril de 2008

Como revisar seus textos

Como revisar seus textos - Parte II

O ideal é somente começar o processo de revisão, depois que você terminar o texto. Se você ficar revisando cada pedaço do que acabou de escrever, corre o risco de não conseguir terminar sua história.

Quanto mais tempo você deixar o que escreveu de lado antes de iniciar a revisão, melhor. Fique pelo menos uma semana sem tocar no texto e quando você voltar a ler, terá uma visão mais clara dos erros que cometeu.

Não caia na tentação de ficar revisando seu texto eternamente. Para que sua história possa ficar pronta e com uma qualidade aceitável. O processo de revisão possui quatro etapas, que são:

1. Estrutura - Nesta primeira leitura, procure verificar a estrutura geral da história. Existe um início, um meio e um fim bem definidos? Você colocou "ganchos" no final dos capítulos para que seu leitor mantenha-se interessado no que você está contando? Existem surpresas e viradas na trama suficientes para que a história não fique monótona? Todas as "sub-tramas" estão bem amarradas à trama principal? Seus personagens são interessantes, verdadeiros e evoluem com o passar do tempo?

2. Detalhes - Na segunda leitura você deve procurar por palavras repetidas muitas vezes no texto, frases fora de contexto, etc. Verifique se as palavras escolhidas representam o que você realmente quis dizer. Procure também por inconsistências do tipo: no primeiro capítulo o herói tem olhos verdes e no quinto você diz que ele tem olhos azuis.

3. Leitura em Voz Alta - Desta vez, você irá ler o texto em voz alta. O resultado será ainda melhor se você tiver alguém que possa ler pra você. Ao ouvir o que escreveu, você vai perceber que muitos detalhes "escaparam" nas etapas anteriores. Outro ponto interessante nesta técnica é o fato dos diálogos tomarem vida e, com isso, você poderá torná-los ainda mais interessantes.

4. Revisão Geral - Fique no lugar do seu leitor e procure ler sua história do ponto de vista dele. Nesta etapa é que você irá perceber que deixou algum personagem sem um final ou que usou o mesmo nome para mais de um personagem coadjuvante.

Lembre-se que sua história é para ser lida e não para ficar dentro da gaveta aguardando você revisá-la cem vezes, até que esteja perfeita. Passe por estas quatro etapas e seu texto estará pronto! Até mês que vem!

- Dica valiosa !

É muito bom quando sentamos em frente ao teclado e começamos a escrever imediatamente. As idéias parecem surgir como mágica em nossa mente e conseguimos progredir bastante em um curto espaço de tempo. Pena que isso não acontece todos os dias, pelo menos para a maioria de nós. E quando a inspiração não aparece, o que fazer? Vou tentar dar algumas dicas que podem ajudar:

1. Jogue por alguns minutos - Antes de começar a escrever, precisamos nos desligar do mundo exterior. Jogar paciência ou algum outro jogo que permita distanciar nossos pensamentos dos problemas da vida, fará com que nossa mente "desperte" e esteja mais preparada para criar.

2. Escreva sobre outras coisas - No lugar de trabalhar logo de cara em seu projeto principal, escreva sobre algum outro assunto. Descreva o cômodo onde você está ou escreva um conto sobre o que ocorreu com você na noite anterior. Depois de alguns minutos fazendo isso, você verá que ao voltar para seu projeto principal, as idéias irão fluir com mais facilidade.

3. Escreva um e-mail - Escolha uma pessoa que goste de ler seus textos e escreva uma breve história para ela. Pode ser um poema, um conto, uma piada ou qualquer outra coisa. O simples fato de estar escrevendo, irá energizar sua mente e permitir que você produza como nunca!



Julio Rocha

1 comentários:

djow disse...

o que tá ali é o básico.e o pior q eu reviso meus textos até o talo..e tipo, histórias mon´´otonas só produz quem quer[se dar mal]...agora aquela história minimamente descritiva e introspectiva combina mto bem com um livro...

agora quero ver quem vai receber teu email ctg contando suas histórias.ehehe

abraçao man^^

Postar um comentário